background image















































Receita líquida cresce 12%
e EBITDA atinge R$ 921 milhões

Belo Horizonte, 5 de maio de 2004 ­ Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S/A - USIMINAS (BOVESPA: USIM3, USIM5, USIM6; OTC: USNZY) anunciou hoje
os resultados do primeiro trimestre de 2004. As informações operacionais e financeiras da Companhia, exceto onde estiver indicado de outra forma,
são apresentadas com base em números consolidados e em reais, conforme a Legislação Societária. Todas as comparações realizadas neste
comunicado levam em consideração o mesmo período de 2003, exceto quando especificado em contrário.
DESTAQUES
Vendas e Receita
As vendas físicas do Sistema Usiminas alcançaram 1,9 milhão de toneladas no 1T04, com crescimento de 4%. As vendas internas mantiveram-se no
patamar de 1,4 milhão de toneladas verificado no 1T03, enquanto as exportações cresceram 15% e totalizaram 531 mil toneladas. A receita líquida
cresceu 12% e somou R$ 2,4 bilhões no trimestre, refletindo a elevação do preço médio dos produtos.
EBITDA
O EBITDA alcançou R$ 921 milhões, 4% superior ao obtido no mesmo período do ano anterior, evidenciando a recuperação tanto da geração de caixa
quanto da margem de EBITDA em relação aos últimos 3 trimestres. Sobre o 4T03, o ganho foi de 8 pontos percentuais, subindo de 31% para 39%.
Resultado
O lucro líquido consolidado atingiu R$ 358 milhões no 1T04, superior em 1% ao verificado no 1T03 (período afetado positivamente por variações
cambiais de R$ 79 milhões).
Eventos Subseqüentes
A Usiminas assinou três importantes acordos operacionais entre abril e maio de 2004, em linha com a sua visão estratégica de longo prazo. A
assinatura do sexto acordo de transferência de tecnologia com a Nippon Steel, com validade até 2009, assegurará a continuidade da Usiminas no
estado da arte da produção siderúrgica. O acordo firmado com a CVRD garantirá o abastecimento de 5 milhões de toneladas/ano de minério de ferro
nos próximos cinco anos. Por fim, o acordo entre a Usiminas/Cosipa e a Cemig assegura o fornecimento de energia também pelos próximos cinco
anos e marca a migração do Sistema Usiminas do mercado cativo para o mercado livre de energia elétrica.
Perspectivas
A Usiminas mantém expectativa de expansão em torno de 7% do mercado interno de laminados planos em 2004, baseada em dados do IBS (Instituto
Brasileiro de Siderurgia). Análises apontam evolução dos setores exportadores, com o PIB crescendo 3%. A participação do Sistema Usiminas no
mercado interno não deverá ter alteração significativa, apesar do crescimento da oferta. No 2T04, preços médios permanecerão em níveis elevados
no mercado internacional de produtos siderúrgicos. Para o segundo semestre, o desempenho dos negócios no campo internacional, apesar de
eventuais quedas de demanda da China, permanecem favoráveis graças à expressiva recuperação econômica nos EUA. No plano doméstico, o
comportamento da taxa de juros e o ambiente sócio-político marcarão o ritmo de atividade econômica, com reflexo na demanda de produtos
siderúrgicos.
milhões de R$
1T 2004
1T 2003
Var.%
Vendas Físicas (mil t.)
1.910
1.830
4
Receita Líquida
2.365
2.120
12
Lucro Bruto
936
875
7
Lucro Operacional (EBIT) a
781
758
3
Resultado Financeiro
(253)
(171)
48
Lucro Líquido
358
356
1
EBITDA b
921
889
4
EBITDA (R$/t)
482
486
-1
Ativos Totais
15.799
15.139
4
Endividamento Líquido
6.330
8.061
-21
Patrimônio Líquido
4.358
3.390
29
(a) Antes do resultado financeiro e participações.
Destaques Consolidados
(b) Resultado operacional antes dos juros, impostos, depreciações, amortizações e
participações.
1T04
TECNOLOGIA AVANÇADA PARA
FABRICAR AÇO E BENEFICIAR VIDAS
DIVULGAÇÃO IMEDIATA
Contatos:
Bruno
Seno
Fusaro Paulo
Esteves
brunofusaro@usiminas.com.br
paulo.esteves@thomsonir.com.br
Tel:
(31)
3499-8710
Tel:
(11)
3897-6466/6857
Teleconferência: sexta-feira, 7 de maio
Local, às 10:00 horas (Brasília).
Internacional, às 12:00 horas (Brasília).
Números para conexão:
Participantes no Brasil: (55 11) 4613-0500
Participantes no exterior:
(1-888) 340-8477
(1-786)
924-8430

Senhas de acesso: 833 (local)
927 (internacional)

O áudio da teleconferência será transmitido ao vivo
pela internet, acompanhado por uma apresentação
de slides no website:
www.usiminas.com.br
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
2/13
Mercado, Produção e Vendas

A produção brasileira de aço bruto atingiu 8 milhões de toneladas no 1T04, com expansão de 6%. A
produção de laminados destacou-se no período, ao registrar crescimento de 14% e somar 5,7 milhões de
toneladas, favorecida pela entrada em operação de novas linhas de produção.

A demanda interna de laminados planos superou as expectativas preliminares do mercado, com 2,5 milhões
de toneladas e alta de 7,6%. Esse crescimento foi liderado pelas encomendas dos setores ligados às
exportações e ao agronegócio.

No plano internacional, as exportações brasileiras de laminados planos somaram 828 mil toneladas, com
crescimento de 32% impulsionado pela continuidade da demanda aquecida no mercado asiático e retomada
das compras de clientes norte-americanos.
O Sistema Usiminas produziu 2,2 milhões de toneladas de aço bruto no 1T04, 7% acima do mesmo período
do ano anterior. As operações comportaram-se conforme o programado, com produção a plena carga nas
duas usinas, sinalizando volume anualizado de 9 milhões de toneladas.

V e n d a s C on solid a d a s (m il t .)
1 T 0 2
2 T 0 2
3 T 0 2
4 T 0 2
1 T 0 3
2 T 0 3
3 T 0 3
4 T 0 3
1 T 0 4
M e rc a d o In te rn o
M e rc a d o E x te rn o
1 .8 9 0
3 1 %
6 9 %
7 8 %
1 .9 1 0
3 3 %
6 7 %
2 .1 8 5
3 3 %
6 7 %
2 5 %
7 5 %
1 .8 3 0
1 .9 3 9
7 4 %
2 6 %
1 .8 2 2
6 5 %
3 5 %
2 .1 1 9
6 4 %
3 6 %
7 2 %
2 2 %
1 .7 3 6
2 8 %
1 .9 1 0


O mix das vendas físicas totais do 1T04 apresentou aumento da participação de placas e de chapas
grossas. Os embarques de placas cresceram 32%, atingindo 230 mil toneladas. As vendas de chapas grossas
evoluíram 9%, somando 426 mil toneladas.
Placas e chapas grossas
aumentam participação
no mix de produtos
Milhares de Toneladas
1T04
1T03
4T03
Var.%
1T/1T
Var.%
1T/4T
2003
2002
Var.%
Usiminas
1.165
1.130 1.074
3
8
4.524
4.575
-1
Cosipa
1.059
952 1.064 11
0
4.097
3.873
6
Total
2.224
2.082 2.138
7
4
8.621
8.448
2
Produção (Aço Bruto)
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
3/13

As vendas internas do Sistema Usiminas mantiveram-se no patamar de 1,4 milhão de toneladas no
trimestre. Os setores automotivo, de máquinas agrícolas e rodoviárias e eletroeletrônicos, relacionados às
exportações ou ao agronegócio, permaneceram aquecidos e contrabalançaram o desempenho negativo das
vendas aos setores mais dependentes do consumo interno, obras de infra-estrutura e construção civil.

O Sistema finalizou o trimestre com participação de 57% no mercado interno de laminados planos.

As exportações da Companhia cresceram 15% e somaram 531 mil toneladas no 1T04. A demanda prosseguiu
forte na China e intensificou-se nos Estados Unidos. Os embarques de chapas grossas para o mercado
externo somaram 125 mil toneladas, com expansão de 35%. Essas encomendas foram em boa parte
destinadas à indústria naval e às obras de infra-estrutura no sudeste asiático. As exportações de laminados
a quente cresceram 75%, com volume comercializado de 47 mil toneladas no período. As vendas externas
de placas evoluíram 22%, alcançando 191 mil toneladas no 1T04.
Milhares de toneladas
1T04
%
1T03
%
Var.
Usiminas
Mercado Interno
833
81
820
80
2%
Mercado Externo
198
19
201
20
-1%
Total
1.031
100
1.021
100
1%
Cosipa
Mercado Interno
546
62
547
68
0%
Mercado Externo
333
38
262
32
27%
Total
879
100
809
100
9%
Sistema
Mercado Interno
1.379
72
1.367
75
1%
Mercado Externo
531
28
463
25
15%
Total
1.910
100
1.830
100
4%
Vendas


Como reflexo da forte demanda externa e da maior oferta de produtos pelo Sistema Usiminas, a
participação das exportações no total das vendas da empresa cresceu em 3 pontos percentuais
comparativamente ao mesmo período do ano anterior.
U sim in as
M E
1 9 %
M I
8 1 %
C o sip a
M E
3 8 %
M I
6 2 %
Distribuição das Vendas Físicas ­ 1T04
S istem a
M E
2 8 %
M I
7 2 %
Exportações
representaram 28% das
vendas físicas no 1T04
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
4/13
Receita Líquida
A receita líquida consolidada cresceu 12% e atingiu R$ 2,4 bilhões no 1T04. A receita líquida por tonelada
evoluiu 7%, atingindo R$ 1.238/t.

Esse desempenho refletiu o crescimento do volume comercializado e a elevação dos preços médios dos
produtos. Entretanto, a valorização do real frente ao dólar entre o 1T03 e o 1T04 diminuiu a magnitude da
evolução da receita das exportações, quando comparada em moeda nacional. A maior participação de
placas nas vendas também teve efeito adverso no preço médio por tonelada.
Lucro Bruto
O lucro bruto foi de R$ 936 milhões no 1T04, com alta de 7%. O custo médio por tonelada subiu 10%,
chegando a R$ 748. Dado que a Usiminas possui estoques reguladores de matérias-primas, inclusive coque e
carvão, o impacto dos reajustes de preços de insumos será mais notado a partir do 2T04.

A margem bruta apresentou pouca variação, atingindo 40%, evidenciando que apesar da forte pressão nos
custos ocorrida no final de 2003, os ganhos nas vendas e a administração do custo de produção preservaram as margens de comercialização da
Usiminas.
Lucro Operacional
O lucro operacional antes das despesas financeiras (EBIT) cresceu 3% e atingiu R$ 781 milhões. A margem
EBIT, por sua vez, passou de 36% para 33%, refletindo as maiores despesas de vendas.

O EBITDA atingiu R$ 921 milhões no 1T04, valor 4% superior ao obtido no mesmo período do ano anterior. Na análise do gráfico abaixo, evidencia-se a
recuperação tanto do EBITDA quanto da margem EBITDA em relação aos três últimos trimestres. Na análise trimestre-a-trimestre, o crescimento do
EBITDA foi de 21%, passando de R$ 763 milhões no 4T03 para R$ 921 milhões no 1T04. Esse foi o segundo melhor desempenho da Usiminas, inferior
somente ao EBITDA do 4T02, atípico pela forte valorização do dólar e pela concentração de embarques.
Resultado Financeiro e Endividamento
No 1T04, a apreciação do dólar frente ao real em aproximadamente 0,7% teve um impacto negativo de aproximadamente R$ 80 milhões no resultado
financeiro consolidado. No mesmo período do ano anterior, as variações cambiais resultaram em um ganho de R$ 79 milhões.

A dívida bruta consolidada somava R$ 7,6 bilhões no final de março de 2004. Deste total, 37% decorriam de operações de financiamentos de
exportações e importações, 19% referiam-se ao BNDES, 31% representavam operações no mercado de capitais e o restante, a operações variadas. O
endividamento bruto apresentou uma redução de R$ 31 milhões no trimestre, ao passo que a redução da dívida líquida atingiu aproximadamente R$
410 milhões, ou US$ 160 milhões. A meta de redução da dívida bruta em pelo menos US$ 300 milhões deverá ser cumprida.

Aproveitando as oportunidades do mercado financeiro para captações, no 1T04 a Cosipa emitiu Eurobônus no valor de US$ 175 milhões e fechou um
contrato de pré-pagamento de exportações no valor de US$ 135 milhões, ambas operações com prazo de cinco anos, dando continuidade à política de
alongamento do perfil da sua dívida.
D ívid a T o tal
C o n s o lid ad a/E B IT D A
7,
6
7,
6
7,
9
7,
9
8,
7
9,
5
10,
9
8,
8
7,
8
2 ,4
2 ,5
2 ,4
5 ,7
2 ,4
2 ,9
3 ,9
6 ,2
5 ,1
1 T 0 2 2 T 0 2 3 T 0 2 4 T 0 2 1 T 0 3 2 T 0 3 3 T 0 3 4 T 0 3 1 T 0 4
D ívid a T o t a l (R $ b i)
D ív./ E B IT D A
E B IT D A / M ar g e m E B IT D A
92
1
76
3
66
0
76
0
88
9
1
.
019
62
1
44
0
34
9
3 9 %
3 1 %
3 3 %
3 1 %
3 6 %
4 2 %
4 5 %
3 7 %
2 7 %
1 T 0 2 2 T 0 2 3 T 0 2 4 T 0 2 1 T 0 3 2 T 0 3 3 T 0 3 4 T 0 3 1 T 0 4
E B IT D A
M a rg e m E B IT D A
A relação dívida total consolidada / EBITDA recuou de 2,5x no final de 2003 para 2,4x em março de 2004, resultado do aumento da geração de caixa e
da sua destinação prioritária para amortização da dívida onerosa da Companhia.
EBITDA e margem
EBITDA do 1T04
apontam melhora
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
5/13
Lucro Líquido
O lucro líquido consolidado alcançou R$ 358 milhões no 1T04.
Investimentos
Os investimentos somaram R$ 40 milhões no 1T04, destinados basicamente à manutenção de
equipamentos. O plano de investimentos em 2004 deverá atingir aproximadamente R$ 450 milhões,
concentrados em projetos de melhoria da produção, obras de manutenção e pequenas reformas em
ambas usinas.

Eventos Subsequentes
Em linha com a sua visão estratégica de longo prazo, a Usiminas assinou três importantes acordos
operacionais no início desse ano:
·
Transferência de tecnologia ­ A assinatura do sexto acordo de transferência de tecnologia com a Nippon Steel em abril de 2004, com
validade até 2009, assegurará a continuidade da Usiminas no estado da arte da produção siderúrgica. A Nippon Steel é uma referência
tecnológica na siderurgia mundial e com esse contrato, a Usiminas reforça sua estratégia de médio e longo prazos, tornando-se mais
competitiva frente às outras siderúrgicas brasileiras;
·
Compra de minério de ferro ­ O acordo estabelecido com a Companhia Vale do Rio Doce também no final de abril, envolvendo cerca de US$
400 milhões, garantirá o suprimento de minério de ferro nos próximos cinco anos, coroando um relacionamento de 42 anos entre as duas
empresas. Por esse contrato, que pode ser prorrogado, a Vale vai garantir o abastecimento de 5 milhões de toneladas/ano de minério de
ferro, dentro das especificações técnicas da produção, representando 85% das necessidades da Usiminas;
·
Compra de energia elétrica
­
Assinado com a Cemig, esse acordo assegura o fornecimento de energia elétrica entre janeiro de 2005 e
dezembro de 2009, e marca a migração de Usiminas e Cosipa do mercado cativo para o mercado livre de energia elétrica. Também integra o
conjunto de medidas que o Sistema vem implementando no sentido de minimizar os riscos de suprimento energético, destacando-se as obras
de ampliação da geração própria do Sistema, que elevará a produção dos atuais 16% para 30% do total consumido pela Empresa até 2007.
Perspectivas
A manutenção da política monetária conservadora, refletida no ritmo de redução da taxa básica de juros, e o rigor da política fiscal, que elevou a
carga fiscal para um patamar próximo a 40% do PIB, limitam as perspectivas para a recuperação do consumo doméstico no curto prazo.
Adicionalmente, a indefinição de marcos regulatórios nos setores de infra-estrutura tem retardado importantes investimentos no País.
Nesse cenário, acredita-se que o dinamismo da economia nos próximos meses prosseguirá concentrado nos setores relacionados às exportações e ao
agronegócio. Entretanto, fatores positivos podem favorecer o nível de atividade em outros segmentos. São eles: (I) o anúncio da nova política
industrial, contemplando os setores de bens de capital, fármacos, software e de semicondutores; (II) tendência de maior liquidez na economia ; e (III)
divulgação dos resultados preliminares de pesquisa da FGV que apontam indícios de uma recuperação da produção industrial.
A Usiminas mantém expectativa de expansão em torno de 7% do mercado interno de laminados planos em 2004, baseada em dados do IBS (Instituto
Brasileiro de Siderurgia). Análises apontam evolução dos setores exportadores, com o PIB crescendo 3%. A participação do Sistema Usiminas no
mercado interno não deverá ter alteração significativa, apesar do crescimento da oferta. No 2T04, preços médios permanecerão em níveis elevados no
mercado internacional de produtos siderúrgicos. Para o segundo semestre, o desempenho dos negócios no campo internacional, apesar de eventuais
quedas de demanda da China, permanecem favoráveis, graças à expressiva recuperação econômica nos EUA. No plano doméstico, o comportamento da
taxa de juros e o ambiente sócio-político marcarão o ritmo de atividade econômica, com reflexo na demanda de produtos siderúrgicos.






# # #
Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S/A ­ USIMINAS é uma companhia siderúrgica integrada, com receita líquida consolidada de R$ 8,7 bilhões em
2003. O Sistema USIMINAS, formado por USIMINAS e Cosipa, possui capacidade de produção anual de 9,3 milhões de toneladas de aço bruto e
ocupa posição de liderança no mercado interno de laminados planos, que atende aos setores automobilístico, de autopeças, máquinas agrícolas e
rodoviárias, equipamentos eletro-eletrônicos e tubos de grande diâmetro.
Declarações contidas nesse comunicado relativas às perspectivas dos negócios da Companhia, projeções de resultados operacionais e financeiros e
referências ao potencial de crescimento da Companhia constituem meras previsões e foram baseadas nas expectativas da Administração em relação ao
seu desempenho futuro. Essas expectativas são altamente dependentes do comportamento do mercado, da situação econômica do Brasil, da indústria e
dos mercados internacionais, portanto sujeitas a mudanças.
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
6/13
Anexo 1 - Demonstrações Financeiras
R$ mil
1T 2004
1T 2003
Var.%
Receita Líquida de Vendas
1.306.787
1.222.500
7
Mercado Interno
1.081.993 980.765
10
Mercado Externo
224.794 241.735
-7
Custo dos Produtos Vendidos
(734.025)
(710.878)
3
Lucro Bruto
572.762 511.622
12
Margem bruta %
44%
42%
5
(Despesas) Receitas Operacionais
(64.039)
(65.049)
-2
Vendas
(20.645)
(13.097)
58
Gerais e Administrativas
(21.630)
(19.309)
12
Outras (Despesas) Receitas
(21.764)
(32.643)
-33
Lucro Operacional antes das Desp.Fin.
508.723 446.573
14
Margem Operacional %
39%
37%
7
(Despesas) Receitas Financeiras
(81.964)
(108.438)
-24
Receitas Financeiras
21.280 (18.565)
-
Despesas Financeiras
(103.244)
(89.873)
15
Participação em Controladas
80.327 151.236
-47
Lucro (Prejuízo) Operacional
507.086 489.371
4
Resultado Não Operacional
(4.810)
(9.278)
-48
Lucro (Prejuízo) antes dos Tributos e das Participações
502.276 480.093
5
Imposto de Renda / Contribuição Social
(132.393)
(118.017)
12
Lucro (Prejuízo) antes das Participações
369.883 362.076
2
Participações dos Empregados
(4.592)
-
-
Lucro (Prejuízo) Líquido
365.291 362.076
1
Lucro (Prejuízo) Líquido por ação
1,66512 1,68333
-1
EBITDA
570.762 514.733
11
Margem EBITDA %
43,7%
42,1%
4
Depreciação
62.039 59.663
4
Provisões
- 8.497
-100
Demonstração do Resultado - Controladora
Legislação Societária
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
7/13
Anexo 2 - Demonstrações Financeiras
R$ mil
1T 2004
1T 2003
Var.%
Receita Líquida de Vendas
2.364.710 2.119.826
12
Mercado Interno
1.781.386 1.593.683
12
Mercado Externo
583.324
526.143
11
Custo dos Produtos Vendidos
(1.428.815)
(1.244.808)
15
Lucro Bruto
935.895
875.018
7
Margem bruta %
40%
41%
-4
(Despesas) Receitas Operacionais
(154.468) (117.073)
32
Vendas
(53.017) (35.404)
50
Gerais e Administrativas
(53.531) (46.237)
16
Outras (Despesas) Receitas
(47.920) (35.432)
35
Lucro Operacional antes das Desp.Fin.
781.427
757.945
3
Margem Operacional %
33%
36%
-8
(Despesas) Receitas Financeiras
(253.433) (171.065)
48
Receitas Financeiras
45.388 (38.035)
-
Despesas Financeiras
(298.821) (133.030)
125
Participação em Controladas
13.908
391
3457
Lucro (Prejuízo) Operacional
541.902
587.271
-8
Resultado Não Operacional
(7.388) (11.801)
-37
Lucro (Prejuízo) antes dos Tributos e das Participações
534.514
575.470
-7
Imposto de Renda / Contribuição Social
(164.645) (206.382)
-20
Lucro (Prejuízo) antes das Participações
369.869
369.088
0
Participações dos Empregados
(4.592)
0 -
Participações Minoritários
(6.857)
(12.900)
-47
Lucro (Prejuízo) Líquido
358.420
356.188
1
Lucro (Prejuízo) Líquido por ação
1,63380
1,65595
-1
EBITDA
921.083
888.802
4
Margem EBITDA %
39,0%
41,9%
-7
Depreciação
135.070
123.286
10
Provisões
4.586 7.571
-39
Demonstração do Resultado - Consolidado
Legislação Societária
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
8/13
Anexo 3 - Demonstrações Financeiras
1T 2004
1T 2003
1T 2004
1T 2003
Atividades Operacionais
Lucro (Prejuízo) Líquido do Exercício
365.291 362.076 358.420 356.188
Encargos e Var. Monetária/Cambiais líquidas
87.616 94.711 254.676 155.050
Depreciação, Amortização e Exaustão
62.039 59.663 135.070 123.286
Baixa de Investimentos
5 7.642
93 7.066
Participações em Controladas/Coligadas
(80.327)
(151.236)
(13.908)
(391)
Recebimentos de Dividendos de Subsídiarias
0 362
0
Imposto de Renda e Contribuição Social
132.393 118.017 164.645 206.382
Provisões
39.984 18.307 91.596 14.226
Ajuste Participação Minoritários
0 0
6.857
12.860
Total
607.001 509.180 997.811 874.667
(Acréscimo)/Decréscimo de Ativos
Em Contas a Receber
4.114 (5.104)
(20.375)
183.487
Nos Estoques
21.408 (44.010)
5.907 (149.617)
em Impostos a Recuperar
66.239 (1.008)
72.331 (6.653)
Acréscimo/Decréscimo IR/CS Diferidos
460 460
0
em Depósitos Judiciais
(17.535)
6.793 (25.262)
3.297
Outros
(7.054)
(38.580)
7.321 (22.691)
Total
67.632 (81.909)
40.382
7.823
Acréscimo/(Decréscimo) de Passivos
Em Fornecedores
(16.401)
11.305 8.975
(60.072)
Valores a pagar a sociedades ligadas
(25.452)
(43.368)
19.987 (14.540)
Adiantamentos de clientes
(1.270)
(12.614)
44.458 (3.153)
Tributos a recolher
1.869 (5.065)
2.202 (14.401)
Outros
(115.352)
(54.034)
(134.831)
(20.575)
Total
(156.606)
(103.776)
(59.209)
(112.741)
Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais
518.027 323.495 978.984 769.749
Atividades Financeiras
Ingressos de Emprést. e Financiam. e Debêntures
6.131 200.155 1.166.760 952.028
Pagamentos de Emprést./Financiam. e Debêntures
(292.589)
(536.069)
(1.223.281)
(1.550.648)
Juros Pagos s/ Empr./Financ., Debêntures
(36.234)
(64.658)
(164.036)
(164.156)
Juros Pagos s/ Tributos Parcelados
(8.997)
(4.531)
(9.467)
(5.748)
Controladora
Fluxo de Caixa
Legislação Societária
Consolidado
R$ mil
Resgate de Operações de Swap
(11.983)
23.445 (27.541)
22.741
Dividendos / Juros sobre Capital Próprio Pagos
(302.207)
(3)
(302.207)
(919)
Fluxo de Caixa das Atividades Financeiras
(645.879)
(381.661)
(559.772)
(746.702)
Atividades de Investimentos
(Adições) Baixa de Investimentos
0 0 0
2.073
(Adições) p/ Imobilizado, excl. Encargos Capitalizados
(10.868)
(50.700)
(40.313)
(96.297)
Baixa de ativo permanente
0 0 0 0
Fluxo de Caixa das Atividades de Investimentos
(10.868)
(50.700)
(40.313)
(94.224)
Variação Cambial sobre Disponibilidades
1.612 (12.497)
3.942 (29.079)
Variação no Saldo do Caixa
(137.108)
(121.363)
382.841 (100.256)
No Início do Período
442.733 461.692 843.007 731.755
No Final do Período
305.625 340.329 1.225.848 631.499
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
9/13
Anexo 4 - Demonstrações Financeiras
31-mar-04
31-dez-03
31-mar-04
31-dez-03
Circulante
2.075.271
2.309.116
4.561.482
4.247.631
Disponibilidades
305.625
442.733
1.225.848
843.007
Contas a Receber
851.640
855.754
1.464.173
1.443.797
Impostos a Recuperar
51.960
118.199
172.128
244.459
Instrumentos Financeiros
-
-
-
-
Estoques
661.184
682.592
1.435.939
1.441.846
Impostos Diferidos
138.397
138.857
138.397
138.857
Outros Títulos e Valores a Receber
66.465
70.981
124.997
135.665
Realizável a Longo Prazo
1.408.628
1.425.614
1.807.698
1.820.804
Impostos Diferidos
900.373
934.650
1.340.528
1.373.768
Créditos com Controladas
301.092
297.560
81.531
77.501
Depósitos Judiciais
147.825
130.290
255.768
230.506
Instrumentos Financeiros
-
-
-
-
Outros
59.338
63.114
129.871
139.029
Permanente
5.647.365
5.606.873
9.429.442
9.504.377
Investimentos
2.082.865
1.990.933
194.656
179.522
Imobilizado
3.564.500
3.615.940
9.185.319
9.274.440
Diferido
-
-
49.467
50.415
Total do Ativo
9.131.264
9.341.603
15.798.622
15.572.812
Balanço Patrimonial - Ativo
Legislação Societária (R$ mil)
Consolidado
Controladora
Ativo
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
10/13
Anexo 5 - Demonstrações Financeiras
31-mar-04
31-dez-03
31-mar-04
31-dez-03
Circulante
1.312.781
1.846.094
3.323.546
4.205.279
Empréstimos e Financiamentos
783.656
944.008
2.126.796
2.747.421
Debêntures
-
-
-
16.761
Fornecedores, empreiteiros e fretes
123.806
140.207
325.738
316.763
Impostos, Taxas e Contribuições
100.381
77.867
290.253
238.067
Instrumentos Financeiros
23.530
27.647
90.435
90.868
Dívidas com Controladas
152.602
178.054
60.156
43.338
Contas a pagar FEMCO
-
-
9.832
8.891
Salários e Encargos Sociais
43.406
41.367
53.201
50.325
Tributos Parcelados
23.254
28.218
26.020
30.003
Dividendos a pagar
4.165
306.372
4.209
306.415
Outros
57.981
102.354
336.906
356.427
-
Exigível a Longo Prazo
3.428.134
3.470.451
7.995.974
7.253.709
Empréstimos e Financiamentos
1.578.701
1.597.248
5.036.212
4.087.373
Debêntures
-
-
-
240.000
Contingências
551.428
502.685
1.006.243
914.315
Passivo Atuarial
968.569
967.802
1.025.306
1.024.539
Tributos Parcelados
88.390
91.190
99.841
103.047
Instrumentos Financeiros
64.552
54.597
312.661
284.000
Contas a pagar FEMCO
-
-
357.233
353.067
Outros
176.494
256.929
158.478
247.368
Participação dos Minoritários
-
-
121.261
114.403
Patrimônio Líquido
4.390.349
4.025.058
4.357.841
3.999.421
Capital Social
1.280.839
1.280.839
1.280.839
1.280.839
Reservas de Capital
1.831.542
1.831.542
1.831.542
1.831.542
Reservas de Lucros
912.677
912.677
912.677
912.677
Lucros (Prejuízos) Acumulados
365.291
-
332.783
(25.637)
Total do Passivo
9.131.264
9.341.603
15.798.622
15.572.812
Consolidado
Balanço Patrimonial - Passivo
Legislação Societária (R$ mil)
Controladora
Passivo
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
11/13
Anexo 6 - Distribuição de Vendas
Milhares de toneladas
Var.
VENDAS FÍSICAS TOTAIS
1.910
100%
1.830
100%
4%
Chapas Grossas
426
22%
391
21%
9%
Laminados a Quente
538
28%
519
28%
4%
Laminados a Frio
470
25%
479
26%
-2%
Eletro-Galvanizados
65
3%
50
3%
30%
Galvanizados por Imersão a Quente
73
4%
93
5%
-22%
Produtos Processados
107
6%
123
7%
-13%
Placas
230
12%
175
10%
32%
VENDAS FÍSICAS - MERC. INTERNO
1.379
72%
1.367
75%
1%
Chapas Grossas
301
16%
298
16%
1%
Laminados a Quente
490
26%
491
27%
0%
Laminados a Frio
371
19%
355
19%
4%
Eletro-Galvanizados
48
3%
42
2%
16%
Galvanizados por Imersão a Quente
64
3%
80
4%
-20%
Produtos Processados
65
3%
81
4%
-21%
Placas
39
2%
19
1%
111%
VENDAS FÍSICAS - MERC. EXTERNO
531
28%
463
25%
15%
Chapas Grossas
125
7%
92
5%
35%
Laminados a Quente
47
2%
27
1%
75%
Laminados a Frio
99
5%
123
7%
-20%
Eletro-Galvanizados
17
1%
9
0%
92%
Galvanizados por Imersão a Quente
9
0%
13
1%
-31%
Produtos Processados
42
2%
41
2%
2%
Placas
191
10%
156
9%
22%
Distribuição de Vendas por Produto - Consolidado
1T 2004
1T 2003
Milhares de toneladas
Var.
MERCADO INTERNO
1.379
100%
1.367
100%
1%
Automobilístico
144
10%
117
9%
23%
Auto-Peças
176
13%
167
12%
6%
Construção Naval
30
2%
6
0%
403%
Tubos de Grande Diâmetro
70
5%
97
7%
-28%
Tubos de Pequeno Diâmentro
119
9%
140
10%
-15%
Embalagens
25
2%
12
1%
108%
Utilidades Domésticas
29
2%
55
4%
-47%
Construção Civil
128
9%
120
9%
7%
Eletro-Eletrônicos
54
4%
40
3%
34%
Distribuidores
386
28%
413
30%
-7%
Maquinário e Equipamentos Ind.
52
4%
44
3%
18%
Outros
167
12%
156
11%
7%
Distribuição de Vendas por Segmento - Consolidado
1T 2004
1T 2003
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
12/13
Anexo 7 - Dados de Mercado
1T 2004(**)
2003(**)
2002(**)
2001(*)
MERCADO INTERNO
57%
59%
62%
62%
Automobilístico
60%
60%
62%
66%
Auto-Peças
64%
68%
73%
69%
Construção Naval
100%
100%
100%
100%
Eletro-Eletrônicos
60%
58%
54%
64%
Utilidades Domésticas
37%
43%
44%
47%
Tubos de Grande Diâmetro
96%
98%
100%
100%
Tubos de Pequeno Diâmetro
62%
67%
80%
77%
Embalagens
15%
13%
14%
12%
Construção Civil
46%
56%
54%
45%
Distribuidores
52%
56%
62%
66%
(*) Definida pelos mercados de USIMINAS, Cosipa, CSN .
(**) Definida pelos mercados de USIMINAS, Cosipa, CSN, Acesita e a partir de set. a CST.
Fonte: Sistema de Informações-IBS
Participação de Mercado - Sistema Usiminas
(% volume)
background image
USIMINAS ­ Release 1T04
13/13
Anexo 8 - Financiamentos
R$ milhões
31/03/04
Curto Prazo
31/03/04
Longo Prazo
31/03/04
Total
31/12/03
Total
Var.
1T04/4T03
ENDIVIDAMENTO TOTAL
Moeda Estrangeira (*)
1.706 3.868 5.574
5.401 3%
IGP-M
100 247 347
393 -12%
TJLP
220 506 726
747 -3%
Outros
97 75
172
295 -42%
Sub-Total
2.123 4.696 6.819
6.835 0%
Debêntures
4 240 244
257 -5%
Sub-Total
2.127 4.936 7.063
7.092 0%
Tributos Parcelados
26 100 126
133 -5%
TOTAL
2.153 5.036 7.189
7.225 0%
FEMCO
10 357 367
362 1%
TOTAL
2.163 5.393 7.556
7.587 0%
(*) 97,1% do total de moedas estrangeiras é US dólar
Empréstimos e Financiamentos por Indexador - Consolidado

R$ milhões
1T 2004
1T 2003
Efeitos Monetários
(47)
(77)
Variação Cambial
(25)
295
Receitas (Despesas) de Hedge
(55)
(216)
Juros de Empréstimos, Financiamentos, ACC´s e Pré-Pagamento
(155)
(170)
Receitas Financeiras
42 33
Outras Despesas Financeiras
(15)
(36)
RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO
(253)
(171)
Resultado Financeiro Consolidado